LudoBardo Awards – Parte 2: As Melhores Narrativas Emergentes e Episódios de 2011

14 02 2012

Em seu décimo quinto episódio, o LudoBardo apresenta – juntamente com o Ilapso (do Baixo Frente Soco) – a segunda parte do LudoBardo Awards! Uma cerimônia de premiação para as melhores narrativas – embutidas e emergentes – de 2011, tanto com base na nossa opinião, como na votação dos espectadores.

Confira os gráficos das votações para as categorias de narrativas emergentes e melhor episódio do LudoBardo de 2011.

Confira o artigo referenciado (sobre a “flauta do diabo”) em http://ur1.ca/85wue.

Se gostou, não deixe de divulgar e participar via facebook, twitter ou youtube.

E os felizardos que ganharam prêmios foram @luizgpa (Indie Royale Bundle), @gabr_gamer (69% de desconto na Nuuvem) e @heyheylu (prêmio surpresa).

Advertisements




LudoBardo na Campus Party!

7 02 2012

Na sexta-feira, 10/02, Arthur Protasio – vulgo, LudoBardo – participará da Campus Party com a palestra “IGDA Rio: Associação Internacional de Desenvolvedores de Jogos no Cenário Brasileiro” às 17:30h. O evento é um dos maiores do mundo em tecnologia e Internet e está em sua quinta edição brasileira, no Anhembi Parque, em São Paulo com um número recorde de 7 mil participantes.

A palestra apresentará as atividades da IGDA Rio, bem como o Relatório de Investigação Preliminar: O Mercado Brasileiro de Jogos Eletrônicos, do CTS Game Studies.

Mas não é só isso, o LudoBardo quer gravar um episódio especial com participantes voluntários e por isso está convocando todos que se interessarem! Confira!

Se gostar, não deixe de divulgar e participar via facebook, twitter ou youtube. Se não gostou, critique!





LudoBardo: Entrevista TechTudo com Left 4 Dead 2

30 01 2012

Uooooou! No seu décimo quarto episódio, o LudoBardo inaugura o quadro Narrativa Emergente – em que o LudoBardo joga um determinado jogo e destaca a importância da experiência criada pelo jogador. Dessa vez, o convidado é o redator Alexandre Silva, do portal TechTudo, que irá entrevistar o LudoBardo enquanto o apresentador e anfitrião responde às perguntas e ilustra os conceitos apresentados em tempo real.

Mas a experiência não termina por ai, não deixe de conferir a outra parte dessa entrevista transmídia em texto no TechTudo onde outros assuntos como o Global Game Jam e o Joga Brasil são abordados.

Se gostou, não deixe de divulgar e participar via facebook, twitter ou youtube. Se não gostou, critique!





LudoBardo Awards: Os Melhores Jogos e Narrativas Embutidas de 2011

17 01 2012

Uooooou! Ano novo, temporada nova! No décimo terceiro episódio do LudoBardo e primeiro da segunda temporada, eu apresento juntamente com o Carlos Pivotto – do Baixo Frente Soco – o LudoBardo Awards! Uma cerimônia de premiação para as melhores narrativas – embutidas e emergentes – de 2011, tanto com base na nossa opinião, como na votação dos espectadores.

Então corra, pegue a pipoca e sente para assistir a primeira parte da premiação, dedicada aos melhores roteiros, às melhores narrativas embutidas de 2011. Críticas são tecidas, jogos são selecionados e o público é premiado!

Senta que lá vem história… ahn ahn… história, narrativa. E se você quiser acompanhar mais quais jogos receberam votos do público, confira nosso gráfico.

Se gostou, não deixe de divulgar e participar via facebook, twitter ou youtube.

E… Ah, @Adnevitoria! Você foi sorteada e é a mais nova dona de um Humble Indie Bundle! Parabéns!





Gamasutra’s Top 20 Game Writers

4 03 2009

On February 20th Gamastura posted a list of gaming’s Top 20 Writers in recent times. The article was well received and six days later Gamasutra posted the audience response.

First of all, this is a huge and notable step forward. The writing niche in games isn’t nearly as big as others, such as programming and design, despite its important. I am not, however, trying to preach that story is the most important thing in a game. I think, in fact, it is not. If applied incorrectly, it can even hinder the game’s flow. Developing games is about creating and experience, not about summing up different parts and hoping they’ll form a nice result. If the story isn’t contextual to the interactive experience, it beats the point. If, however, it relates to the gameplay offered and enhances its potential, then its purpose has been fulfilled.

Storytelling is essential to the experience, but that also involves knowing when to stand down. Make your stand at the appropriate moment and context, however, and you’ll follow the example of games that wouldn’t have ever achieved the cult status they have today, were it not for their narrative. Yes, games such as Portal, Grand Theft Auto IV, God of War, Braid, and Call of Duty 4 wouldn’t have become so popular if they didn’t reveal GLaDOS’ instability, Niko’s immigration, Kratos’ wrath, time’s poetry, and the horrors of modern war, respectively.

Therefore, I’d like to pay my respects to all the writers mentioned, as well as those who weren’t. Industry notables or not, the act of writing and telling stories is most likely a passion that drives us and to be able to live and attain success through it is the dream of many. A lot of motivation in one’s career comes through the advice and knowledge shared by the experts. In that sense, I am thankful and encourage more comments through writing peers and professionals like Susan O’Connor, Drew Karpyshyn, Tom Abernathy, Andrew Walsh and Rhianna Pratchett among others who participated.

Do yourself a favor and check out the Original Feature and the Audience Response.

What I’ve written is is merely a foreword. If, at all.








%d bloggers like this: