Centenário

28 05 2014

Nota do autor: No dia 1º de abril de 2014, minha tia Nida fez 100 anos de idade. Além de testemunhar o feito impressionante – que é chegar a essa idade com a constituição mental que ela tem -, também pude refletir sobre a passagem do tempo e como ela impacta os nossos amados. Ainda mais quando se trata de uma espécie de tia-mãe-avó pra mim. O texto que segue foi um presente que fiz em reconhecimento e celebração a todos esses anos de carinho. Com vocês…

 

CENTENÁRIO

100 anos,
Quem diria.
36 mil e 500 dias.

876 mil horas,
De vivências,
De contos,
De histórias.

Eu sei, nem todo segundo, foi um mar de rosas.
Pelo contrário.
Nessa vida, o que não faltam, são as enrascadas perigosas.

Mas olhar pra trás,
E saber que você superou;
É gratificante,
É um alivio.
Deve ser como um gol.

É que talvez nós nos tenhamos dificuldade em aceitar.
Olhamos pra trás com saudosismo,
Pra frente com medo,
E nos deixamos paralisar.

E eu sei, Tia Nida, que (ainda) sou jovem,
mas deixe-me falar:

Envelhecer,
É normal.
São apenas fases
De um processo lento, e gradual.

Por ser uma anciã
Não se sinta mal
Representa sabedoria e paciência,
É um sinal.

Onde muitos sonham em chegar
você vive.
A ignorância e a falha de muitos
Não são o seu deslize.

O seu amor dado
Não respeita proporção.
E a disciplina?
Impecável,
Exemplo de dedicação.

Os anos de história?
Experiências sem par.
Um centenário de lutas
E aventuras para narrar.

Ensinamentos ficam
Mas as discórdias, não.
Fique tranquila
Nada é em vão.

A vida, como tudo, tem vantagens
E problemas.
Mas são as suas atitudes
Que superam os dilemas

Foque no que é belo
Saiba por o que lutar.
E tenha certeza,
um dia, seu legado vai te imitar.

Não pense regressivamente
Levante o queixo
erga o olhar
Na vida, há sim,
diversos motivos para se orgulhar.

Finque seu estandarte,
Sorria e bata o pé.
Não é brincadeira de primário,
A linha do tempo diz:
1º de abril é o seu aniversário.

Aliás, lembra quando eu era pequeno e disse que você era um dinossauro?

Não se prenda ao termo.
Na época me faltou um tesauro.

Mas vocês não são muito diferentes.
Marcos históricos que viram o mundo mudar.
A diferença,
é que (apesar de você dizer que não)
ainda tem muita história pra contar.

Então, volto a dizer.
100 anos;
Não é todo dia.

E se você me perguntar, são 100 –
não. Digo,
São 36 mil e 500,
Motivos de folia.

Agora, vamos festejar!
De quem tem ama e admira. Em nome de todos os netos da sua vida;

Parabéns, Tia Nida!

 





A favor do Google Glass: Avanço tecnológico é inevitável [Coluna para Folha de São Paulo]

15 05 2013

No 06/05/2013 foi publicada uma coluna que escrevi para o jornal Folha de São Paulo sobre as possíveis vantagens do novo Google Glass. Ocorre que, como toda coluna sintética, tive de fazer um recorte bem específico e a discussão do avanço tecnológico vai além do novo aparato da Google. Por isso, segue abaixo a coluna original-expandida:

Uma das formas mais comuns de se imaginar uma nova tecnologia é por meio de obras ficcionais. O filme “Minority Report – A Nova Lei”, lançado em 2002, é apenas uma dessas obras, mas a ilustração cabe perfeitamente nesse caso. O protagonista habita um mundo no qual existe uma tecnologia que permite prever crimes antes que eles sejam cometidos – o que por si só já é um enorme (e curioso) avanço tecnológico.

Talvez mais curioso ainda seja o fato de que a trama se desenvolve durante o ano de 2054, um ano em que é comum cidadãos serem expostos a publicidade personalizada a partir de uma rápida leitura de retina e telas digitais serem manipuladas por gestos com as mãos e braços. O que era algo esperado para 52 anos depois do lançamento do filme (ou 41 anos a partir de hoje) pode estar mais próximo do que imaginamos.

Nosso ano de 2013 não é diferente. Estamos expostos a um constante evoluir tecnológico que, embora seja rápido demais para uns ou desnecessário para outros, inevitavelmente molda o percurso que a humanidade trilha, bem como diversas de suas referências culturais e temporais. O que poderia parecer impossível a partir da gesticulação do ator Tom Cruise no filme Minority Report, hoje é um ato comum quando alguém interage com o acessório Kinect da Microsoft. As câmeras presentes no aparelho são capazes de identificar os movimentos corporais do jogador e traduzi-los em comandos simples, como interromper um filme, ou complexos, como uma coreografia de dança. Read the rest of this entry »





LudoBardo: O final de Mass Effect 3 e a monetização de narrativas

6 04 2012

Em seu décimo oitavo episódio, o LudoBardo discute o decepcionante final da trilogia Mass Effect e a polêmica que surge a partir da insatisfação dos consumidores, a resposta da desenvolvedora Bioware e como isso pode impactar futuros modelos de negócio a ver com a monetização de narrativas na indústria dos jogos.

Esse episódio é inteiramente livre de qualquer material que possa estragar a narrativa para quem não jogou a trilogia (vulgo, spoilers), mas um futuro episódio irá discutir em detalhes porque os finais de Mass Effect 3 foram tidos como sinônimo de falta de coesão e uma grande decepção. Abaixo seguem referências a artigos que também discutem o controvertido tópico.

Se gostou, não deixe de divulgar e participar via facebooktwitter ou youtube.

Material de Apoio:

Bioware anuncia lançamento de “Mass Effect 3 Extended Cut”

Forbes diz que mudança do final não afeta a integridade artística do jogo

Roteirista de Mirror’s Edge e Heavenly Sword discorda da postura da Bioware





LudoBardo: Recomendação de Vídeos e Artigos – Joga Brasil, GGJ, Game Devs BR, Lei Anti-Games e Toren

5 03 2012

Em seu décimo sétimo episódio, o LudoBardo apresenta uma série de indicações de vídeos e artigos associados aos eventos Joga Brasil, Global Game Jam, sua palestra na Campus Party, bem como o vídeo do Rayar sobre MODs, a recepção de caluros da Faculdade de Jogos Digitais Facisa com presença de diversos desenvolvedores de jogos brasileiros, comentários sobre a retirada de pauta do Projeto de Lei 170/2006 e o sucesso do jogo independente brasileiro Toren.

Ao longo do episódio, diversos artigos e vídeos são referenciados e todos os links podem ser encontrados na descrição abaixo.

Se gostou, não deixe de divulgar e participar via facebook, twitter ou youtube.

Read the rest of this entry »





Palestra na Campus Party 2012 – A importância da comunidade em prol do cenário brasileiro

27 02 2012

Em seu décimo sexto episódio, o LudoBardo apresenta um episódio diferente. Dessa vez, a sua palestra da Campus Party 2012 entitulada “A importância da comunidade em prol do cenário brasileiro” que foi sobre o valor da mobilização da comunidade do setor dos jogos eletrônicos (acadêmica, desenvolvedora, entusiásta etc.) a favor da mídia no cenário brasileiro.

Para isso, Arthur abordou os três eixos de sua atuação profissional, as atividades da IGDA Rio e o Relatório de Investigação Preliminar: O Mercado Brasileiro de Jogos Eletrônicos, do CTS Game Studies.

Confira também a matéria do portal TechTudo que cobriu a palestra.

Se gostou, não deixe de divulgar e participar via facebook, twitter ou youtube.





LudoBardo Awards – Parte 2: As Melhores Narrativas Emergentes e Episódios de 2011

14 02 2012

Em seu décimo quinto episódio, o LudoBardo apresenta – juntamente com o Ilapso (do Baixo Frente Soco) – a segunda parte do LudoBardo Awards! Uma cerimônia de premiação para as melhores narrativas – embutidas e emergentes – de 2011, tanto com base na nossa opinião, como na votação dos espectadores.

Confira os gráficos das votações para as categorias de narrativas emergentes e melhor episódio do LudoBardo de 2011.

Confira o artigo referenciado (sobre a “flauta do diabo”) em http://ur1.ca/85wue.

Se gostou, não deixe de divulgar e participar via facebook, twitter ou youtube.

E os felizardos que ganharam prêmios foram @luizgpa (Indie Royale Bundle), @gabr_gamer (69% de desconto na Nuuvem) e @heyheylu (prêmio surpresa).





LudoBardo na Campus Party!

7 02 2012

Na sexta-feira, 10/02, Arthur Protasio – vulgo, LudoBardo – participará da Campus Party com a palestra “IGDA Rio: Associação Internacional de Desenvolvedores de Jogos no Cenário Brasileiro” às 17:30h. O evento é um dos maiores do mundo em tecnologia e Internet e está em sua quinta edição brasileira, no Anhembi Parque, em São Paulo com um número recorde de 7 mil participantes.

A palestra apresentará as atividades da IGDA Rio, bem como o Relatório de Investigação Preliminar: O Mercado Brasileiro de Jogos Eletrônicos, do CTS Game Studies.

Mas não é só isso, o LudoBardo quer gravar um episódio especial com participantes voluntários e por isso está convocando todos que se interessarem! Confira!

Se gostar, não deixe de divulgar e participar via facebook, twitter ou youtube. Se não gostou, critique!








%d bloggers like this: