LudoBardo: Far Cry 2

7 02 2011

Dando continuidade ao LudoBardo, meu vlog de narrativa em jogo eletrônicos, lancei o terceiro episódio.

Agora, contando com os conceitos de narrativa emergente e embutida, eu analiso a narrativa do jogo Far Cry 2. Apliquei esses conceitos da narrativa criticamente e fiz uma comparação com o filme Diamante de Sangue (de 2006), que também se passa em um contexto de guerra civil em um país na África, e demonstra ser uma importante influência para o jogo.

Divirta-se, comente e critique! :)

This is Africa!


Actions

Information

5 responses

15 03 2011
LudoBardo: Mafia 2 « Vagrant Bard

[…] de analisar Far Cry 2, que é um ótimo exemplo de narrativa emergente, chegou a hora de analisar uma excelente […]

2 06 2011
Yuri 'Arara' Oliveira Petnys

Joguei Far Cry 2 por um tempão.

É realmente bem imersivo o jogo. Tem de tudo um pouco pra cada tipo de jogador: quem gosta de exploração ganha as maletas e as fitas pra procurar, quem gosta de gráficos pode pegar uma asa-delta para apreciar a paisagem (http://steamcommunity.com/id/arara_/screenshot/596937197652516983), e quem gosta de combate, bem, tem combate.

Tem lá seus defeitos, mas é o tipo de jogo que dá gosto de relembrar e contar!

19 11 2011
shadow geisel

cara, eu tenho um blog de games. nele, meu texto de estreia foi sobre Street Fighter 4. eu pensei que só eu tinha percebido como a história de EL Fuerte é absurda…
maisimblogdegame.blogspot.com (desculpem pela propaganda, mas se quiserem ver alguém escrachando El Fuerte em nível profissional, acessem o blog).

2 01 2012
leandroleonbelmont

muito bom esse vídeo

2 01 2012
leandroleonbelmont

esse é o vídeo que mais assisto aqui e foi a partir dele que te considerei como meu guru de ser intelectual em questão de games. confesso que quando via os seus vídeos, embora achasse divertido e informativo ao mesmo tempo.

em Far Cry 2, estou vivenciando os dois tipos de Narrativa. embora a emergente tenha sido mais marcante. estou praticamente na metade do game,acho eu. e eu senti a dor de perder os meus amigos mercenários numa emboscada. e isso me deixou triste e surpreso de como a estória tomou forma. muito bom Arthur

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




%d bloggers like this: